» SERVIÇO SOS AUTISMO

» REDES SOCIAIS

» O SEU DONATIVO

» PARCEIROS

» NOTICIAS

Férias terapêuticas

 

As férias terapêuticas são um programa de intervenção ABA que se realiza durante as férias escolares do seu filho ou durante as suas férias. São uma forma de desfrutar as suas férias enquanto o seu filho se encontra em terapia, uma forma de dar continuidade à terapia que cessa em período de férias escolares ou ainda uma forma de enquadramento da terapia ABA para mais tarde iniciar uma terapia intensiva.

 

Enquanto terapia de intervenção, as férias terapêuticas vão incidir principalmente nas competências de Brincar e de Comunicação.

 

Brincar é um comportamento inato nas crianças e tem a importante função de desenvolver capacidades sociais e cognitivas. Brincar permite à criança descobrir-se, desenvolver a criatividade, aprender sobre a realidade e interagir com os seus pares e com a família. Brincar é por isso fundamental em qualquer criança para o desenvolvimento.

 

A comunicação é um dos grandes pilares no Autismo, fazendo parte do seu diagnóstico. A comunicação é também um pré-requisito para que outras competências se desenvolvam, para além de contribuir para a diminuição de alguns comportamentos indesejados. A obtenção do desenvolvimento e uso da comunicação verbal precisa de tempo. Embora as férias terapêuticas tenham uma duração limitada, outras formas de comunicação não verbal podem ser aprendidas ou desenvolvidas.

De acordo com os motivos da escolha das férias férias terapêuticas, das capacidades, das necessidades e características especiais do seu filho, será traçado um plano de intervenção à sua medida.

 

Condições

Duração: 4h a 8h por dia, 2 semanas a 1 mês

Local: EBI/JI Trafaria

Idades: a partir dos 18 meses

Capacidade máxima: 5 crianças

 

As férias terapêuticas incluem seguro, avaliação e delineamento do programa. O programa de intervenção é baseado na avaliaçao das necessidades do desenvilvomento da criança (as suas competências e défices), na relação com a sua idade e inclui 2 objetivos a ser trabalhados que são escolhidos pelos pais.

 

Vive no estrangeiro?

A intervenção pode ter continuação, ou seja, são oferecidas condições para que a criança seja recebida periodicamente em Portugal fornecendo acompanhamento, semanalmente ou de duas em duas semanas, através do Skype entre as visitas ao Centro. Existe também a possibilidade de um técnico deslocar-se ao país de residência da criança, durante um tempo limitado, para facilitar a sua integração num ambiente natural escolar.


Última atualização: 03/06/16